Dulce María se apresenta no Teatro Metropólitan

Em uma explosão de luz vermelha refletida pelas imagens de telões de led e ao som de O Lo Haces Tú O Lo Hago Yo, Dulce María deu início a sua nova turnê internacional intitulada DM World Tour na noite de ontem,24, no Teatro Metropólitan na Cidade do México.

Ao som do fiel pop rock da canção Invencible, onde visivelmente emocionada a mexicana transbordou o Teatro Metropólitan com seu talento e carisma tornando a última sexta-feira inesquecível para toda uma geração que sonhava há anos com esse momento.

 A sintonia entre Dulce e seus dançarinos era visível durante cada acorde que a banda tocava, nos quais formaram passos minuciosamente coreografados dando plena certeza de que, como já era previsto, a cantora trouxe mais novidades e uma total entrega para essa nova turnê.

Nem a melancólica letra de Al Otro Lado De La Lluvia foi capaz de conter os gritos e o agito do público presente que ao todo eram pelo menos 10 países reunidos em um só lugar para prestigiar esse momento de tanta alegria e emoção.

Lembrando um pouco de onde veio, Dulce cantou em som de um reggaezinho a célebre Corazón Confidente e a divertida Entre Azul y Buenas Noches fazendo os amantes do Grupo Jeans vibrarem no Metropólitan com sua performance.

Era possível sentir a energia do lugar desde a tela de um computador ou celular quando Dulce começou a cantar o medley de Extranjera (Luna/Pensando En Ti/Vacaciones/Lo Intentaré) em um genuíno pop rock mantendo sempre a interação com seus quatro bailarinos no palco levando os fãs a loucura em cada passo que ela dava com o famoso cap de capitã.

A emoção tomou conta do teatro ao dar início a nostálgica Ingenua, que mesmo com uma leve releitura e inclusão de conjunto de cordas deu ainda mais magia à canção que soava docemente em sincronia as imagens dos telões de led.

Dando início aos primeiros convidados, a mexicana chamou ao palco o colombiano Sebastián Yatra para cantar a animada Antes Que Ver El Sol surpreendendo todos.

Após sua primeira troca de figurino, foi a vez da apaixonante Presentimiento, onde todo o palco se encheu de luzes cor de rosas e os telões de led ao fundo transmitindo um lindo clipe onde Dulce está cantando a mesma canção. E é claro que no término da canção houve uma dedicatória e um lindo agradecimento especial ao seu namorado Paco Álvarez.

Passeando por suas composições, Dulce María nos presenteou com um medley autoral (Te Daria Todo/ Déjame Ser / Mas Tuya Que Mia/ Dejarte De Amar) com releituras seguindo genuinamente a vertente do pop rock.

Emocionada ao anunciar a próxima canção, a mexicana dedicou Tal Vez En Roma a sua irmã Claudia juntamente com as suas sobrinhas Clara e Alessia que vivem em Roma e também a sua amiga Iliana Fraga fazendo a plateia gritar muito ao anunciar cada nome.

E foi ao coro dos fãs que a cantora iniciou Lágrimas, que assim como as demais canções dos discos anteriores seguiu a vertente do pop rock sem perder o swing dançante da versão anterior. E para quem subestimou, teve até reboladas de Dulce María durante sua performance. Se não for para rebolar ela nem canta! (Risos)

Na sequência Dulce María cantou Un Minuto Sin Dolor, Cicatrices, No Sé Llorar e Te Quedarás, emocionando ainda mais os fãs presentes com essa última já que essa canção simboliza para muitos o amor entre a mexicana e seus guerreiros.

Antes de chamar Christian Chávez ao palco, Dulce fez alguns agradecimentos pessoais aos seus familiares e amigos presentes nesse show que significa muito para sua vida e carreira. Após suas sentimentais palavras Dulce e Christian emocionaram os eternos fãs de Clase 406 e RBD cantando um medley de sucessos (Dos Enamorados/ Inalcanzable/ Aún Hay Algo/ Un Poco De Tu Amor/ Solo Quédate En Silencio/ Trás De Mí)

Enfim chegou a hora da canção mais esperada da noite, Rompecorazones, o atual single do DM. O videoclipe oficial foi gravado ao vivo com direito a balões em formatos de corações, com curativos, onde cada um dos presentes possuía um. A canção foi repetida para a alegria dos fãs, pois em caso de correções serão utilizadas as duas performances.

Ya No, o primeiro single do álbum Extranjera Parte II, trouxe um gostinho de despedida, e sim! Já se aproximava do final do show quando Dulce com todo o teu entusiasmo e completamente submersa no pop rock do seu atual disco, DM, onde causou uma explosão de vozes em um forte coro soando em todo o Metropólitan.

Deixando todos com gostinho de quero mais, Dulce María voltou ao palco com outro figurino e dessa vez para cantar No Pares, canção essa que se tornou um hino para aqueles que sempre estão lutando incansavelmente pelos seus sonhos. A releitura feita nessa música a deixou ainda mais emotiva, causando emoção até em quem não esperava mais por essa canção.

Já em seus momentos finais do show, a mexicana seguiu cantando a dançante Volvamos, seu segundo single do atual projeto discográfico. Com o figurino parecido ao que utilizou no videoclipe, Dulce María agitou todos os presentes com esse hit.

E para encerrar com chave de ouro, não poderia faltar o prenunciador de todo esse sucesso, sim! Inevitable, seu primeiro single como solista foi o escolhido para encerrar com chave de ouro a apresentação incrível da noite passada, na qual deixou todos surpreendidos, onde conhecemos uma nova Dulce María mais madura do que nunca, mostrando que realmente é merecedora de todo o sucesso que tem.

E o que esperar dos demais shows dessa nova turnê que está apenas começando? TUDO! Dulce María voltou visivelmente mais poderosa e a próxima parada: BRASIL! Que seja uma apresentação tão maravilhosa quanto a extraordinária, surpreendente, fantástica, fenomenal, sensacional performance realizada ontem na Cidade do México.

Dulce María, o Brasil te espera de braços abertos!

Comentários