Vídeo: Dulce María em entrevista no RMS Canal

Na tarde dessa segunda-feira, 15, Dulce María esteve nos estúdios do RMS Canal concedendo entrevista a Sandra Corcuera para promover o seu novo disco, DM, e o seu mais recente single, Rompecorazones, que há poucos dias ganhou um belíssimo videoclipe.

A cantora falou um pouquinho sobre a composição de Rompecorazones e seu videoclipe que foi gravado no Teatro Metropólitan no dia 24 de março, dando início a DM World Tour. Dulce declarou que seu maior desejo era registrar para sempre o que foi vivido no Metropólitan e era seu desejo tê-lo como uma linda lembrança.

Além disso, ao ser questionada sobre a história mais importante que não poderia deixar de ser contada em seu disco, a mexicana falou de Cicatrices, uma de suas composições:

“A primeira que escrevi foi uma que se chama Cicatrices. E eu estava em um momento de quando está se curando, e de repente, é como acontece com qualquer ferida, se não está ali beliscando, beliscando, chega ao ponto em que não dói mais e vai se fechando. Apenas se vê a cicatriz, obviamente, não é como se não houvesse acontecido nada. Mas, por fim ela já não dói. E nessa situação eu estava. Então, essa canção fala disso, de que podemos ter muitas cicatrizes, mas elas são apenas marcas de que um dia você sobreviveu a qualquer coisa que tenha te machucado e que te faz mais forte. E que não importa, você tem que levantar e recomeçar. E acredito que a mensagem de todo o disco seja nesse mundo”.

Sandra Corcuera também questionou se o disco reflete necessariamente o estado de ânimo da cantora enquanto ela está trabalhando nele ou se é resgatada outras histórias. Veja o que Dulce María respondeu:

“Sim. Pode sim resgata-las e para mim é importante que no momento em que estou fazendo seja sim refletir, não precisamente histórias desse momento, mas coisas que eu me identifique, que vivi ou que eu queira transmitir nesse momento. Comecei a fazer esse disco há mais ou menos 2 anos, e chegou a um ponto em que até que ele saía, a sua vida já mudou. Então aí, você já está em uma etapa diferente da que quando começou a grava-lo. Também me lembro de que mandaram uma canção muito legal, mas falava de um amor elétrico e essas coisas. E eu disse – não quero essa canção, porque eu não quero o amor – risos , eu não estava bem, então não gravei essa canção. A única que sim, foi uma que se chama Presentimiento e que eu acho bonita. Ela fala de amor, mas de quando alguém se torna seu amigo e vão se conhecendo aos poucos, e de repente você diz – Ai, eu acho que tenho um pressentimento que vai acontecer algo mais -.” Finalizou.

Por fim, um pouco antes de Dulce María terminar a sua resposta, Sandra Corcuera confessou que Presentimiento é a sua queridinha do disco.

E quem não ama, né?

Assista na íntegra a entrevista de Dulce María para o RMS Canal :

Comentários